Escolha uma Página

BRASÍLIA – A Confederação Nacional da Indústria (CNI), em parceria com o Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS) e com a Rede Brasil do Pacto Global realiza, hoje, em Brasília, o Water Business Day. O evento é uma iniciativa do setor empresarial em preparação para o 8º Fórum Mundial da Água, que acontece entre 18 e 23 de março, em Brasília.

Acompanhe a cobertura do Fórum Mundial da Água pelo Juntos Pela Água

“Nosso objetivo, com o evento, é consolidar a agenda de negócios na discussão da segurança hídrica e mostrar que [a indústria] também é parte da solução para a questão da água”, disse Marcos Guerra, presidente do Conselho Temático de Meio Ambiente e Sustentabilidade da CNI (Coema) na abertura do evento. “Partilhar agua, conhecimento e experiências é fundamental para reduzir vulnerabilidades e gerenciar riscos [nesse setor]”, afirmou.

Leia mais
Indústrias do Rio de Janeiro terão de tratar e reutilizar água
Pesquisadores brasileiros criam reator para purificação de efluentes industriais
Água de reúso para a indústria aumenta oferta de água potável para a população

“Precisamos criar consciência, awareness, sobre o tema água”, disse o secretário-executivo da Rede Brasil do Pacto Global Carlo Pereira. Ele lembrou de uma pesquisa conduzida pela rede do Pacto Global que mostra que o ODS 6 (Objetivo de Desenvolvimento Sustentável que trata da garantia da água e do saneamento para todos) ainda está entre os ODS que recebem menos atenção das empresas. “Mas temos muitas formas de reverter a situação e os bons exemplos estão aí – e vamos explora alguns deles hoje”, disse Pereira.

Marina Grossi, presidente do Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS) aproveitou para lembrar que, no dia 19 de março, será anunciado o Compromisso Empresarial Brasileiro pela Segurança Hídrica. Entre os signatários, estão empresas como a Braskem, CPFL, Coca-Cola, BRK Ambiental e Aegea, entre outras.

O Water Business Day

Em sua primeira edição, o Water Business Day foi concebido com a ambição de entrar para agenda extra-oficial deste e dos próximos Fóruns Mundiais da Água. O evento trata de abordagens e soluções para garantir e compartilhar a água no setor industrial. Lideranças empresariais, associações setoriais, federações de indústria e organismos internacionais estão presentes e participam de uma agenda de debates e workshops com os temas “Casos de economia circular par a água”, “Riscos associados à água: métricas, monitoramento e reporting”, e “Gestão responsável da água para o alcance dos ODS e criação de valor compartilhado”.

O resultado do evento será apresentado em uma sessão especial do 8º Fórum Mundial da Água, quando o setor empresarial vai convidar representantes da academia, governos, organizações multilaterais e organizações da sociedade para debater suas mensagens.

O que é o Fórum Mundial da Água

Criado em 1996 pelo Conselho Mundial da Água, o fórum foi idealizado para estabelecer compromissos políticos acerca dos recursos hídricos. Em Brasília, ele é organizado pelo Conselho Mundial da Água, pelo governo local — representado pela Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento do DF (Adasa) — e pelo Ministério do Meio Ambiente, por meio da Agência Nacional de Águas (ANA).

O fórum ocorre a cada três anos e já passou por: Daegu, Coreia do Sul (2015); Marselha, França (2012); Istambul, Turquia (2009); Cidade do México, México (2006); Kyoto, Japão (2003); Haia, Holanda (2000); e Marrakesh, no Marrocos (1997). A escolha de Brasília como sede da 8ª edição se deu em 26 de fevereiro de 2014, na reunião de governadores do Conselho Mundial da Água, na Coreia do Sul. Ele será o primeiro fórum no Hemisfério Sul.